Azbox vai mesmo acabar e o que isto significa?

929
Conforme anunciamos ontem, a Smart Innovations, uma das parceiras de desenvolvimento da marca Azbox na Europa e também uma empresa que declara que manteve financeiramente o “Team Azbox”, declarou ontem que a parceria que existia para produzir e manter a marca Azbox está chegando ao fim.

O motivo é a venda da empresa Opensat, produtora dos receptores Azbox, que com isto muda de comando e estes novos donos não querem continuar a marca Azbox.

O que isto significa?

Primeiro que muitos fóruns vão começar com a babaquice de dizer que o GPS.Pezquiza.com é um site terrorista quando na verdade nós estamos apenas fazendo a nossa parte, publicando a notícia, e se a notícia existe e de fonte forte como é o caso desta, por que não deveriamos publicar?

Segundo, que isto pode significar muitas coisas, inclusive que não se irá mesmo produzir receptores com a marca Azbox, mas também que, com dito pela Smart Innovations, há uma parceria de várias empresas que desenvolve, produz e mantém a marca Azbox, e algumas destas empresas parceiras querem pressionar as outras por uma maior participação no bolo da Azbox, o que realmente pode ter causado uma divisão na Azbox.

Isto não é novo, para quem acompanha a Azbox a alguns anos sabe que isto já ocorreu uma vez com a marca e que dessa briga nasceu uma nova marca, a hoje famosa Azamérica, e por que não aconteceria de novo?

Na realidade esta nova cisão já pode ter acontecido como publicamos aqui também a pouco mais de um mês mas naquela época achavamos que o problema estava acontecendo com a Azamérica e com este comunicado da Smart Innovations nos dá quase que 100% de certeza de que novamente a Azbox pariu mais uma marca de receptores no mercado, a marca Azfox.

A Azfox teria nascido da saída de parceiros da sociedade Azbox, e nasceu forte, é impressionante a força que tem a linha de produção para a marca Azfox na China e ela só não está tomando conta do mercado latino americano por que a repressão aos decodificadores aqui está muito forte.

Outro indício é que o suporte aos usuários da marca Azbox está já a algum tempo deficiente, e isto não se consegue tampar com a peneira. É visível nos fóruns de satélite a reclamação contra o suporte ao IKS e SKS da Azbox, mais um indício de que a quantidade de dinheiro para o Team Azbox diminuiu.

Vale lembrar aos apaixonados deste mercado que os decodificadores de satélite Azbox, Azamérica, Probox, Ibox, e tantos outros fazem parte de um mercado negro e que não há e nem deve haver garantia para ninguém neste mercado.

E por que parar a produção de uma marca tão tradicional quanto a Azbox?

Por que as marcas tradicionais do mercado de decoficadores estão sendo perseguidas e processadas pelas operadoras e suas associações de combate à pirataria, caso recente é o processo movida contra a marca SonicView que foi obrigada na justiça americana a pagar uma indenização milionária para a Disn Network, conforme publicamos também a pouco mais de um mês no artigo: Justiça manda fabricante de receptor pagar indenização pesada para operadora de tv por assinatura.

A Azbox é marca europeia, e me parece bastante lógico que ela declare o seu fechamente e passe a atuar com uma outra marca para que não passe pelo mesmo processo sofrido pela SonicView.

Enquanto isto os receptores Azbox seguem funcionando e pode até ser que nunca parem de funcionar se os parceiros se acertarem.

Enquanto isto o GPS.Pezquiza.com tem o dever de levar aos seus leitores a verdade e fugir de discussões apaixonados dos que querem defender esta ou aquela marca sem deixar que os compradores deste mercado saibam a verdade que está por trás destes receptores.

Não há garantia para quem compra estes receptores seja de que marca for.

Mais garantido e legal é assinar uma operadora de tv por assinatura com vários pontos e dividir entre pessoas de confiança esta assinatura, pode sair um pouco mais caro, mas é muito menos dor de cabeça.

decretado fim dos receptores azbox