Scode É Cardsharing, IKS ou SKS?

1295

Recebi hoje esta singela pergunta sobre o mundo da pirataria da tv por assinatura já que o Scode, um novo serviço para assistir aos canais da tv por assinatura usando a internet e apoiada pela marca AzamÉrica, está na boca da galera.

Mas por incrÁ­vel que pareça apesar de a pirataria da tv por assinatura estar tão difundida em toda a AmÉrica Latina já que ela já tem mais de seis anos de atividade nesta região, ainda tem muita gente que não conhece os mÉtodos usados pelos pirateiros da tv por assinatura.

AÁ­ surge uma marca forte como a AzamÉrica e cria o Scode, mas o que seria mesmo este Scode, IKS, Cardsharing, SKS?

SKS ele não É pois o SKS É o mÉtodo que as marcas usam para compartilhar os dados do cartão de acesso condicional das operadoras de tv atravÉs da transmissão de dados dos satÉlites, e o Scode trabalha via internet.

Então seria ele um IKS, já que usa a internet e É apoiado por um fabricante de receptores de satÉlite?

Sim, o Scode pode muito bem ser classificado como IKS, não fosse o detalhe deque o usuário do sistema tem que pagar para poder usar os serviços do Scode.

Com isto o mais certo É classificar o Scode como um cardsharing, já que É um serviço que funciona via internet e que se paga para usar.

Mas o modo de operação do IKS e do cardsharing são os mesmos, a diferença É que um se paga para usar e o outro É oferecido gratuitamente pelas fabricantes de receptores piratas.

Esclarecido isto É importante salientar que os três mÉtodos, IKS, Cardsharing e SKS, usados para abrir os canais da tv por assinatura, são ilegais e estão sendo perseguidos com veemência tanto pelas operadoras de tv por assinatura atravÉs da Aliança contra a Pirataria da TV por Assinatura quanto pela PolÁ­cia que tem apreendido receptores e fechado servidores de IKS, Cardsharing e SKS.

Scode AzamÉrica


LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here