Copa do Mundo 2014 muito perto de ir para os Estados Unidos… Chora Globo!

159

O Brasil ganho a Copa das Confederações e você está aí todo contente pensando na Copa do Mundo 2014 e planeja pagar o seu ingresso em 12 prestações de R$ 50,00 no cartão para ver pelo menos um jogo no estádio não é mesmo meu amigo.

Pois saiba que além do ingresso é muito provável que você também precise comprar um pacote de viagem para os Estados Unidos para ver os jogos do Mundial de 2014.

Isto por que a Fifa escolheu o Brasil como sede da Copa do Mundo 2014 por algumas razões simples:

– Crise na Europa com países sem poder disperdiçar dinheiro público na organização do Mundial.

– Governo brasileiro disposto a gastar o dinheiro do povo e até endividar ainda mais o gestão pública para organizar uma Copa do Mundo.

– Povo dócil que se declarava o país do futebol e iria receber o evento de braços abertos sem se importar com os gastos.

– Imprensa forte (leia-se Rede Globo) que ajudaria a Fifa mandar e desmandar no país apoiando todas as exigências feitas pela entidade e manipulando a opinião pública em favor da Fifa.

– Apelo sexual do país que ainda vende a imagem de mulheres belas e fáceis para o turista europeu e asiático.

– Boa segurança e baixo custo para o turista internacional.

Estes eram apenas alguns dos melhores sonhos da Fifa e do governo federal, diga-se o PT de Lula e Dilma, na época da escolha do Brasil como sede da Copa do Mundo 2014.

A realidade no entanto se tornou amarga, muito amarga tanto para a Fifa quanto para o governo Dilma.

– O clima esquentou contra a Fifa e o governo brasileiro a partir dos protestos iniciados em São Paulo.

– A segurança do evento foi para o espaço e espantou os turistas internacionais.

– Somente 3% da ocupação dos estádios e dos turistas para a Copa das Confederações foram de estrangueiros.

– O clima em volta dos estádios foi de guerra, e a cada jogo esteve pior, com fortíssimo esquema de segurança sendo usado e uso de armamento pesado para tentar conter os manifestantes.

– Os turistas brasileiros e os pouquíssimos estrangueiros foram submetidos a valores três vezes mais altos nos hotéis das sedes da Copa.

– Foram grandes os relatos de taxistas que deram golpes contra turistas e jornalistas nos dias de Copa das Confederações, corridas de táxi simples foram taxadas em até R$ 500,00 pelos taxistas.

– Foram muito grandes os relatos de furtos e assaltos a mão armada nos arredores dos estádios na Copa das Confederações, os relatos dos turistas estrangueiros rapidamente repercutiam na imprensa internacional, o caso que mais repercutiu foi o da esposa do goleiro Júlio César que foi assaltada e ameaçada com uma faca e pouco depois comentou o infortúnio no Twitter.

– Jogadores foram furtados nos hotéis em que estavam hospedados.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

– A maioria dos jogadores de equipes internacionais preferiu não trazer parentes e pediu encarecidamente que eles não viessem ao Brasil com medo de todo esse clima de insegurança.

– Alguns carros da Fifa e hotéis onde estavam hospedados empregados e autoridades da Fifa foram atacados por manifestantes.

– A infraestrutura do país se mostrou muito mais precária que a Fifa esperava, o acesso aos estádios se mostrou complicado e piorou com as manifestações que tomaram conta do país, mesmo com os dias de jogo sendo declarados feriado nas cidades sede dos eventos.

– Nenhuma obra de infraestrutura de transporte foi feita no país, os aeroportos brasileiros continuam a ser ridículos e o transporte público brasileiro na visão dos turistas que vieram ao país é simplesmente um lixo.

– A segurança de apenas oito equipes que participaram da competição foi de uma complexidade absurda que não há como ser reproduzida para 32 equipes da Copa do Mundo 2014 no Brasil e não há garantia de que não será necessário todo o esquema monstro de segurança novamente.

– As manifestações brasileiras abriu os olhos da população mundial para o maior problema que enraizado na cultura brasileira, a corrupção, lá fora se fala mais corrupção que toma conta de todas as camadas da vida brasileira e por consequência da política do país do que se fala de Copa das Confederações.

– A imprensa internacional também caiu matando nos R$ 30 bilhões gastos apenas com os estádios da Copa do Mundo, 80% com dinheiro público, sendo que quatro destes estádios foram construídos em cidades que vão abandonar os estádios depois da Copa do Mundo, Cuiabá, Manaus, Natal e Brasília não tem campeonatos de futebol que justifique o uso dos elefantes brancos da Copa 2014.

– A manutenção destes quatro elefantes brancos da Copa do Mundo 2014 custará anualmente no mínimo R$ 2 milhões, isto sem o valor sofrer o superfaturamento da corrupção brasileira.

– As estátuas do Fuleco, mascote da Copa do Mundo no Brasil, foram atacadas em todas as sedes da Copa do Mundo numa clara demonstração da insaisfação do povo brasileiro com o evento.

– O governo brasileiro está fazendo de tudo para desgrudar a sua imagem da organização da Copa do Mundo 2014, tanto que a presidente Dilma não compareceu nem mesmo à final do evento deixando as autoridades da Fifa com cara de tacho.

– E o pior para a Fifa é que a previsão de ganhos de R$ 5 bilhões da entidade com o evento, que a imprensa internacional diz que será muito mais, tem tudo para não se concretizar se os problemas com o evento no Brasil se confirmarem no próximo ano.

E olha que citamos apenas alguns pontos problemáticos mostrados pela Copa das Confederações, mas a lista é imensa e muito mais alarmante que o que citamos aqui.

O que antes parecia ser só uma ameaça já se tornou uma prioridade para a Fifa, e só a Globo é que não está divulgando isto, aliás, está fazendo de tudo para abafar o caso já que o prejuízo que a emissora oficial da Copa do Mundo 2014 terá com o cancelamento do evento também deve ser imenso.

A Fifa a esta hora já deve estar juntando todas as suas autoridades que estavam presentas na final da Copa das Confederações e rumando para os Estados Unidos, os americanos já estão com uma proposta pronta para sediarem a Copa do Mundo 2014, é só a Fifa declarar que o Brasil não tem condições mínimas para sediar o evento e realmente, como todos sabemos, não tem.

Já os Estados Unidos não precisarão gastar um centavo para sediar a Copa do Mundo 2014, os estádios americanos já estão construidos e são muito, muitos mais modernos que os estádios construídos no Brasil, a infraestrutura é excelente, e o mais importante, o governo americano quer sediar o evento de olho no turismo que pode ajudar a impulsionar a economia americana.

Os Estados Unidos estão sim se recuperando de sua crise economica e um evento de expressão mundial como a Copa do Mundo 2014 é o que falta para o país recuperar a confiança dos investidores internacionais.

Enquanto isto o Brasil está a meio passo de entrar em uma enorme crise econômica, crise esta que pode ser adiada para depois do Mundial se ele for mesmo mantido aqui, ou ser deflagrada no mesmo dia em que a Fifa divulgar que o evento será realizado nos Estados Unidos por falta de condições brasileiras em sediar o evento.

Basta o povo brasileiro continuar indo para a rua que este anúncio acontece rapidinho.

Mascote da Copa do Mundo sendo atacada em uma das sedes da Copa