O que é cardsharing?

Quer saber direitinho o que é cardsharing? Vamos tentar explicar da forma mais simples possível para que você não tenha mais dúvidas.

Basicamente cardsharing é uma forma de compartilhar o cartão de assinatura de uma operadora de tv paga com diversas pessoas através de uma rede de dados, podendo ou não ser via internet, mas o mais comum é ser através da internet.

Só esta definição simples já explica o que é cardsharing, mas vamos além para que você entenda melhor.

Para que um assinante de tv por assinatura possa assistir à programação que ele contratou em uma operadora de tv paga ele recebe um receptor especialmente elaborado para aquela determinada operadora, o mais comum é que este receptor venha com um cartão de plástico inserido nele, que mais parece um cartão de crédito, este é o cartão de acesso da operadora que não deve ser retirado do receptor pois se isto ocorrer os canais do pacote contratado passam a não mais serem exibidos, ou seja, os canais ficam codificados.

Atualmente algumas operadoras adotam receptores de satélite que não necessitam de cartão para abrir os canais de seus pacotes, Oi TV e GVT TV trabalham com receptores sem o cartão.

O que existe no cartão de acesso? Um código especialmente desenvolvido para, em conjunto com o software do receptor, destravar a imagem dos canais que são transmitidos através do satélite nas frequências (transponders), contratadas por aquela operadora, esse código é como uma brincadeira de senha, o cartão tem a senha e o canal transmitido pela operadora conhece a mesma senha, o canal só vai mostrar a imagem se o cartão disser para ele qual é a senha correta.

A isto se dá o nome de codificação do canal.

De tempos em tempos o canal pergunta novamente ao cartão qual é a senha, se ele não souber responder o canal fecha a imagem, ficando codificado.

É por este motivo que os receptores que compramos nas lojas de antenas parabólicas não conseguem abrir a imagem das frequências das operadoras de tv paga, por que eles não sabem a senha daquela canal.

Houve um tempo em que o canal perguntava para o cartão qual era a senha com intervalos de tempo muito grande entre cada pergunta, este tipo de codificação era considerada fraca.

Com o surgimento de receptores comuns, que não eram das operadoras, que com um software modificado que fosse instalado nele, conseguia simular o cartão da operadora de tv por assinatura e descobrir qual era a senha para abrir o canal, as operadoras de tv paga tiveram investir num método de codificação mais forte.

cartão de acesso sky operadora de tv por assinatura

Cartão de acesso da operadora Sky

Antes de continuar a ler este artigo garanta que vai ter prioridade nas excelentes informações que sempre são publicadas pelo GPS.Pezquiza.com, se inscreva em nossa lista de e-mails abaixo.
Importante! Você deve confirmar a sua inscrição através de um e-mail de confirmação que vai chegar na sua Caixa de Entrada do e-mail cadastrado.

A idéia então foi fazer o canal perguntar a senha para o cartão de assinante mais de uma vez por minuto, com isto os receptores que não fossem das operadoras não conseguiriam descobrir a senha e passariam a não mais funcionar com o tal software modificado que era instalado neles.

No entanto nem tudo foi flores na vida das operadoras de tv por assinatura e surgiu o método chamado de cardsharing.

Como os fabricantes de receptores paralelos não conseguiam mais fazer receptores aptos a descobrirem a senha para abrir os canais das operadoras de tv paga, eles desenvolveram uma tecnologia em que algumas pessoas passaram a assinar um pacote de tv por assinatura, retirar o cartão do receptor original da operadora, inserir este cartão em um leitor de cartão ligado a um computador especialmente preparado para ler aquele cartão, descobrir quais eram as senhas que abrem os canais e enviar estas senhas através da internet para os usuários que contratam os serviços de cardsharing, os serviços das pessoas que montam estes processos para dividir a senha dos cartões de acesso das operadoras ficou conhecido como servidor de cardsharing.

Na casa do usuário, um receptor ligado na internet recebe as senhas que vem deste servidor de cardsharing e abre os canais como se naquele receptor houvesse um cartão de acesso da operadora.

Os servidores de cardsharing cobram um valor mensal para dividir a senha com cada usuário do sistema.

O serviço de cardsharing é ilegal?

Sim, o serviço de cardsharing é ilegal no Brasil e em diversos outros países, vários servidores de cardsharing no Brasil já foram perseguidos pela polícia, tendo todos os seus equipamentos apreendidos e confiscados, no Brasil não é permitido revender um serviço contratado de uma operadora de tv por assinatura e revender este serviço a terceiros sem a permissão da operadora.

Não há notícias ainda de que usuários de cardsharing tenham sido presos no Brasil, mas os usuários de cardsharing também estão cometendo um crime pois o que o servidor de cardsharing vende para estes usuários é similar a um produto roubado.

Sabemos que este artigo do GPS.Pezquiza.com vai dar muito pano para discussão, mas o escrevemos dentro as informações que temos por estarmos acompanhando o desenrolar deste mercado a muitos anos.

Você concorda conosco sobre o que é cardsharing?

Pedimos aos blogs do Blogspot e sites independentes que ao copiarem este artigo mantenham um link ativo apontando para este artigo original escrito aqui no GPS.Pezquiza.com com os seguintes dizeres: “Artigo escrito originalmente no GPS.Pezquiza.com no link:” e coloquem em seguida o link ativo para este artigo.
AGORA QUE VOCÊ LEU TODO O ARTIGO, FAZ FAVOR, CLICA NO BOTÃO DO YOUTUBE AÍ AO LADO PARA SE INSCREVER EM NOSSO CANAL >>>

_______________________

About Richard Lima

Richard Lima é um entusiasta da tv digital via satélite e se tornou o principal mantenedor do GPS.Pezquiza.com