Mais perguntas sobre satélites feitas pelo Lucivaldo

1060

Ontem escrevemos a matéria Respostas sobre Recepção de Satélite feitas pela Alana e foi um sucesso entre os leitores, recebemos alguns e-mails com questionamentos e vamos respondendo ao longo do mês.

Hoje vamos responder às questões enviadas pelo leitor Lucivaldo no nosso e-mail, ele perguntou as seguintes coisas:

1ª Pergunta: Qual é o peso e tamanho dos satélites de tv. Nesse email que recebi, você indicou um artigo sobre o satélite equatoriano que foi danificado por lixo espacial, vi que ele só tinha 10cm x 10cm x 27cm. Esse satélite é o mesmo das transmissões de canais de tv, com os transponders? Senão qual a diferença deles? E qual o tamanhos dos transponders?

2ª Pergunta: A energia que os satélites usam é somente a energia solar? Como estão em rotação, eles ficam sem a presença do sol também? E caso tenha algum problema no satélite tem como consertar indo até la? E porque eles têm vida útil, o que estragam neles? E quando “vencem” tiram eles de lá ou procuram outra posição para lançar outros?

Vamos às respostas:

1 – Existem satélites de diversos tamanhos, a variação de tamanho vai desde o tamanho de uma bola de futebol até o tamanho de um elefante adulto, e até bem maior se formos levar em conta as placas de captação de energia solar destes satélites.

Os pequenos satélites que falei na matéria que você citou são apenas satélites de pesquisas científicas.

Os satélites de telecomunicações(TV e Dados), que é o que nos intereressa, são so maiores satélites, eles são grandes, do tamanho de elefantes por exemplo, e pesam bastante, algumas toneladas.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

Os transponders são faixas frequência de transmissão que são emitidas pelos equipamentos de transmissão no satélite, esses equipamentos de transmissão são de tamanho variado dependendo de como a tecnologia foi se desenvolvendo, há satélites que tem apenas uma antena para a recepção e uma antena para a transmissão e há satélites com diversas antenas. Essas antenas podem medir mais de metro até somente poucas dezenas de centímetros.

2 – O natural é que os satélites tenham somente energia solar pois é o tipo de energia mais fácil de se gerar no espaço, os satélites de telecomunicações por exemplo são alimentados por energia solar.

Pequenos satélites de pesquisa que não precisam de sobrevida de anos contém apenas baterias de energia para durar o tempo necessário à pesquisa.

Satélites militares podem conter outros tipos de energia mas a tecnologia deles é mantida em segredo.

As placas solares dos satélites de telecomunicações são imensas, dimensionadas para o tempo que o satélite ficará exposto ao sol e que irá recarregar as baterias que armazenam a energia que será usada pelo satélite tanto quando ele estiver em área ensolarada quando quanto ele estiver em área de sombra.

Ainda não há como consertar os satélites que deem algum problema em órbita, mas há um projeto para tentar salvar satélites operacionais que tenham problemas em seus equipamentos usados para manobrar o satélite no espaço.

Os satélites tem vida útil pois os equipamentos de recepção e transmissão se degeneram através dos anos, as células de energia das baterias enfraquecem e o combustível que os satélites levam para poder fazer manobras no espaço vai acabando.

Aliás, o termino da reserva de combustível para manobrar os satélites tendem a ser um dos fatores mais determinantes para o fim da vida últil dos satélites pois um satélite que não contém combustível para manobras pode se tornar um corpo solto no espaço e colocar em risco outros satélites no Cinturão de Clark.

Ao final da vida útil dos satélites eles são enviados para uma altitude bem maior no espaço, alguns milhares de quilometros acima do Cinturão de Clark, que é considerada o cemitério dos satélites.