FALCON HEAVY LEVOU CARGA SECRETA AO ESPAÇO DENTRO DO TESLA

1575

A Falcon Heavy levou ao espaço uma carga adicional que somente agora está surgindo para o grande público, o objeto, pouco maior que uma moeda, foi colocado em algum lugar do carro Tesla e está projetado para sobreviver por bilhões de anos, muito além da expectativa de sobrevivência do próprio carro Tesla no espaço.

Este objeto, chamado de Arch, foi projetado pela ONG Arch Mission Foundation que tem como objetivo preservar e disseminar os mais importantes conhecimentos da humanidade através do tempo e do espaço.

Para isto a Arch Mission Fundation está criando tecnologias avançadas de armazenamento de dados e pretende lançar dispositivos como o Arch através do espaço em diferentes missões espaciais, como foi o caso agora da missão história da Falcon Heavy.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

O dispositivo Arch que foi enviado junto ao Tesla (veja foto ao final da matéria), foi batizado de Arch 1.2 e tem uma estimativa de manter os dados armazenados nele de forma estável por 14 bilhões de anos e segundo a ONG que o projetou ele tem a capacidade de sobreviver às condições mais adversas que deverá encontrar no espaço.

O tecnologia deste dispositivo de armazenamento de dados Arch 1.2 foi desenvolvida por um físico da Universidade de Southamptom no Reino Unido, Peter Kazansky. Ele é feito de cristal de quartzo e gravado através de uma tecnologia denominada como 5D, capaz de registrar 360 terabytes de dados, o que equivale a 7 mil discos bluray.

Este disco em especial, que está agora percorrendo o espaço dentro do carro Tesla foi apelidade de “biblioteca solar” pois deve orbitar o sol durante estes 14 bilhões de anos em que sobreviverá no espaço, mas a Arch Foundation já tem planos bem arquitetados para o futuro, tendo previsão de larçar mais dois dispositivos de armazenamento nos anos de 2020 e 2030, o primeiro ira para o solo lunar e o segundo será enviado para Marte onde deverá ajudar a criar a primeira rede de internet naquele planeta, levando quantidades imensas de informações aqui da Terra para serem usadas lá em Marte.

Estes dois próximos dispositivos Arch já foram batizados como “Lunar” e “Mars” e após estas arcas de dados serem enviadas a ideia é que se façam lançamentos de Archs para muito além do nosso sistema solar, disseminando o conhecimento humano através do Universo.

Será que algum dia algum ser inteligente será capaz de resgatar e ler os dados armazenados nestas arcas?