Cardsharing e IKS são o novo pesadelo das TVs por Assinatura Telefônica e Sky

465
Mal deu início à implementação do sistema Nagra 3 para proteger a sua grade de programação e a Telefônica TV Digital já vive um novo pesadelo, os sistemas Cardsharing e IKS estão tomando lugar do antigo sistema de quebra das chaves de encriptação e abrindo até os canais que antes pareciam invioláveis.

Para quem não sabe, cardsharing foi a solução encontrada no exterior quando a Sky e a Dish Network fecharam seus sinais com os sistemas NDS e Nagra 3, até então invioláveis pelo sistema de quebra automática de chaves gerada no próprio receptor.

A solução para os usuários então foi montar um sistema em que é possível compartilhar as informações do seu cartão de assinatura na internet. Neste sistema o usuário que tem o cartão a ser compartilhado monta um “servidor” de cardsharing e compartilha ou vende as informações de seu cartão de assinatura para que outros usuários possam assistir à programação da operadora de tv por assinatura como se fossem assinantes daquele cartão. O receptor digital deve ficar ligado o tempo todo na internet.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

Do ponto de vista legal o cardsharing é passível de processo criminal tanto para quem compartilha o cartão como para quem utiliza as informações do cartão compartilhado para abrir o sinal de tv de qualquer operadora.

No sistema IKS a solução é parecida, no entanto os fabricantes de receptores digitais via satélite que se destinam a este fim montam seus próprios servidores e disponibilizam a informação que permite abrir o sinal da operadora via internet para os receptores que devem ficar o tempo todo conectados à internet para abrir o sinal da televisão por assinatura. Neste caso não há cobrança pela informação que permite abrir o sinal das televisões por assinatura.

Fabricantes de receptores digitais via satélite como o Probox e Azbox já começaram a disponibilizar a seus usuários os servidores de IKS.

Vale a pena lembrar que no Brasil os provedores de acesso à internet estão todos na mão dos donos de TV por assinatura, o que facilita o rastreamento tanto de servidores quanto de usuários dos sistemas acima citados.