Brasil é um dos países com menor proporção de pirataria de tv na América Latina

296

A guerra das operadoras de tv contra a pirataria de canais pagos na América Latina, tanto no formato DTH, transmissão via satélite, quanto no formato de transmissão via cabo continua a render.

Como já anunciamos aqui no GPS.Pezquiza.com, em todos os grandes mercados de tv por assinatura da América Latina as operadoras de tv paga estão fazendo campanhas de combate à interceptação ilegal de canais de tv por uso dos receptores que quebram o sinal dos canais das operadoras, sejam eles Azbox, Azamérica ou qualquer outro que consiga este feito.

O mercado mais visado da América Latina pelas operadoras de tv é o mercado brasileiro, seja pela imensidão de clientes potenciais que existem no Brasil, pelo rápido crescimento econômico no páis e ainda pela baixa proporção de clientes da tv paga em relação ao total da população brasileira.

Mas o melhor para as operadoras de tv paga no Brasil é que por aqui é mais fácil se aprovar leis mais rigorosas quando o assunto é a quebra de direitos autorais, já que a população não se manifesta contra nenhuma lei criada em nosso país e os lobbystas da tv paga podem deitar e rolar no Congresso Nacional para aprovar qualquer texto que eles quiserem.

Mas o mais interessante disto tudo é que o Brasil é um dos países em que a proporção de receptores piratas é menor em relação ao total de assinantes de tv paga, essa proporção é de aproximadamente 7%, ou seja, a estimativa as empresas que combatem a pirataria no Brasil é que existem pouco mais de 1 milhão de lugares com tv pirata instalada no país, seja por receptores de tv via satetélite e receptores de tv a cabo, seja pelos famosos gatonet e outros.

O total de assinantes de tv paga no Brasil é, segundo o site da Anatel, de quase 17 milhões de assinantes na data de hoje.

A pirataria de tv paga no país está completando aproximadamente 7 anos de vida, já teve momentos mais facilitados no Brasil onde parecia que iria tomar uma proporção muito maior da que está atualmente, e por enquanto exibe essa penetração de aproximadamente 7% em relação ao total de assinaturas legais no país.

Se dizem que o brasileiro é um povo que gosta de levar vantagem em tudo por que essa proporção não é muito maior, já que a grande maioria da população brasileira já ouviu falar dos tais receptores que abrem os canais da tv paga? Fácil, por que a maioria da população prefere pagar a tv por assinatura pois não acha certo assistir sem pagar mensalidade.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

Ora, os brasileiros precisam mesmo ser submetidos a penas tão rigorosas quanto cinco anos de cadeia por assistirem a tv sem pagar mensalidade?

Segundo um estudo da consultoria Dataxis, no final de 2011 haviam aproximadamente 11 milhões e 400 mil lugares com tv pirata na América Latina em seus vinte e dois principais mercados, sendo que Colômbia, Argentina, Peru, Chile e Venezuela tem uma baixa penetração de tv pirata em relação ao total de assinantes, e em seguida estaria o Brasil.

Todos os países acima receberam campanhas de combate à pirataria de tv paga mesmo tendo altos índices de assinantes de tv em relação à população total do país.

Os demais 16 países constantes da pesquisa da Dataxis somariam mais de 8 milhões de lugares com tv pirata, por que estes mercados com maior penetração de tv pirata não são os mais visados pelas operadoras para o combate à pirataria de tv?

É simples, eles não tem grande possibilidade de conquistar assinantes nestes mercados como tem em relação ao mercado brasileiro.

Numa recente mudança de criptografia nos principais satélites de tv paga no Brasil derrubando a atividade dos receptores piratas no Brasil os usuários destes receptores não aguentaram esperar que se chegassem novas soluções para a quebra de sinal das operadoras e naquela época houve um pico de novas assinaturas para as operadoras de tv paga em dois meses seguidos, mostrando que o brasileiro tem sim potencial para pagar tv por assinatura se a pirataria de tv chegar ao fim no Brasil.

2013 é um ano que promete grandes emoções no mercado de tv por assinatura no nosso país.

brasil baixa proporção pirataria de tv