Web Toolbar by Wibiya




Ajuste Fino para Apontamento de Antenas Parabólicas Banda KU e Banda C

Não é só porque você montou a sua antena, apontou a antena para o satélite que você queria, captou alguns canais, ou mesmo todos, que se pode dizer que o apontamento esteja correto… a não ser que você tenha muita sorte.

Mas como não queremos contar só com a sorte e desejamos ter sempre o melhor sinal para garantir a qualidade dos canais assistidos, o melhor mesmo é fazer um ajuste fino da antena, que nada mais é que virar a antena um pouquinho para um lado e para o outro, dar uma mexidinha no LNBF, corrigir os cabos que podem estar com fuga de sinal e… está garantido que a nossa programação deixe de pipocar naqueles melhores momentos.

Então vamos começar a fazer este ajuste fino.

Comece conferindo aquele cabo o qual você ligou a sua antena parabólica ao receptor, desde a antena até o receptor ele é um cabo único, sem emendas? O cabo é novo, sem ferrugens? Os conectores estão bem montados, não existem fios da malha tocando o fio único que fica no meio do cabo? A parte de fora do conector está tocando realmente a malha externa do cabo? O cabo está passando por conduítes que estão junto com fios de energia elétrica?

Saiba que tudo isto pode estar influenciando na boa performance do seu apontamento.

Então começamos nosso apontamento fino com uma boa tarefa a ser feita, confira todo o seu cabo e se você quer mesmo um ótimo sinal certifique-se de que:

- O seu cabo é de boa qualidade em toda a sua extensão, de preferência RG6.
- O cabo é novo ou está realmente em excelentes condições de uso.
- Não existem emendas no cabo, ele é inteiriço desde o LNBF até a entrada do seu receptor.
- Os conectores foram montados por quem entende do assunto e foram muito bem montados.
- Não existe malha externa do cabo tocando o fio central do cabo.
- A parte externa do conector está mesmo fazendo contato na malha externa cabo.
- O fio central do cabo não faz contato nenhum com o conector.
- No caminho do cabo até seu receptor ele não está tocando em fios de energia elétrica.

Conferiu os cabos? Então é hora de começar a fazer o ajuste fina na Antena Offset, mas a mesma lógica também vale para a antena Focal Point, antena telada.

O melhor é começar pelo giro do LNB, aprenda a ajustar o giro do LNB no seguinte artigo Giro do LNBF para um perfeito apontamento, quanto mais correto o giro do LNB mais fácil será fazer o ajuste fino da sua antena parabólica.

O ajuste fino da antena consiste em movimentar a antena de forma a mais leve possível para cima, para baixo ou para os lados, de maneira que o sinal recebido no receptor melhore em força e ou qualidade.

O movimento que você fará na antena será mínimo, mínimo mesmo, 1 milímetro já é considerado movimento pois ao movimentar este milímetro na sua antena o resultado de captação do sinal vindo do satélite que está lá no espaço pode divergir em até quilômetros já que o satélite está a centenas de quilômetros de altura lá no céu.

Para fazer o ajuste fino na sua antena você deve acessar o menu dos TPs no seu receptor de satélite, na tela em que ele mostra a força e qualidade do sinal do TP que você está querendo ajustar. Comece escolhendo um TP que tenha sinal mais forte e tente melhorar força e a qualidade do sinal, lembre-se, movimente a antena aos milímetros e verifique no receptor se os valores melhoraram.

A movimentação da antena para cima e para baixo é chamada elevação e na antena há uma graduação para que se coloque a antena na elevação correta, você descobre o valor correto da elevação para a sua antena em relação ao satélite que você quer apontar e a sua cidade calculando no dishpointer clicando aqui.

A elevação é um dos itens mais importantes do ajuste fino pois se ela não estiver correta o ajuste não vai sair e a elevação só fica 100% correta se a antena estiver no prumo certo, ou seja, o mastro não estiver pendendo para nenhuma lado.

Já o movimento da antena parabólica para esquerda ou direita é chamado de Azimute e o valor correto e a linha do Azimute você também verifica no Dishpointer.

Ajustando aos poucos a elevação e o azimute você conseguiu melhorar o sinal do seu transponder que já era o mais forte? Ótimo, é hora de passar para um transponder de sinal mais fraco e verificar se ele melhorou a força e a qualidade ou até mesmo aquele transponder que não mostrava sinal nenhum, verificar se ele começou a mostrar algum sinal.

Se está mostrando sinal no transponder fraco então use a mesma lógica de ajuste fino para este transponder, mas com muito mais cuidado já que os transponders com sinal mais fraco costumam ser mais sensíveis a qualquer pequena mudança na antena parabólica.

Ao conseguir melhorar o sinal do transponder mais fraco o ajuste fino da sua antena parabólica estará concluído e você poderá assistir à sua tv via satélite sem picotamentos ou perda da imagem dos canais.

Agora que você leu todo o artigo, faz favor, clica no botão do Youtube aí­ ao lado para se inscrever em nosso canal >>>
_______________________

ajuste fino antena parabolica

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.3/5 (3 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: -1 (from 3 votes)
Ajuste Fino para Apontamento de Antenas Parabólicas Banda KU e Banda C, 3.3 out of 5 based on 3 ratings

Richard Lima

twitter

Richard Lima é um entusiasta da tv digital via satélite e se tornou o principal mantenedor do GPS.Pezquiza.com


Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comments

  • valdemar  On April 27, 2011 at 4:32 am

    amigo qual aritancia maxima do receptor a parabolica

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 Cadastre seu e-mail para receber atualizações