JUSTIÇA FECHA 80 SITES DE CONTEÚDO PIRATA E PRENDE SETE PESSOAS POR PIRATARIA DE TV… Na Europa

2623

E a justiça na Europa continua batendo firme nos sites de compartilhamento pirata de entretenimento online, principalmente os que compartilhamento o conteúdo da tv por assinatura, filmes e séries.

Desta vez a Eurojust, Unidade de Cooperação Judicial da União Europeia, fechou nada menos que 80 sites que compartilhamento, armazenavam ou facilitavam o acesso a pirataria de filmes, séries e livros.

O baque foi grande com certeza deve repercussão em diversos países fora de Europa, incluíndo o Brasil.

Nesta operação específica comandada pela Eurojust ela não quis declarar quantas pessoas já foram presas pelo fato de ainda haverem diversos mandados de prisão a serem cumpridos, mas a Eurojust informa que os detidos neste caso deverão pagar pesadas compensações financeiras pelo prejuízo que causaram aos detentores dos direitos autorais das obras que foram alvo da pirataria bem como cumprir um longo tempo de prisão, pena agravada pelo fato de os crimes foram cometidos através da formação de “organizações criminosas” que neste caso já movimentavam muito mais dinheiro que o tráfico de drogas e a indústria do sexo…

E enquanto acontecia este encerramento de sites de conteúdo pirata que envolveu a diversos países europeus, a polícia espanhola também esteve em ação com uma operação que atravessou as suas fronteiras para prender sete pessoas que estavam pirateando os jogos de futebol da Liga Espanhola.

Estas pessoas retransmitiam ilegalmente as partidas de futebol da La Liga a partir de servidores de conteúdos localizados nas cidades de Madrid, Alicante, Antequera (Malaga) e nas localidades valencianas de Gandia e Xátiva.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

Os clientes destes servidores piratas podiam acessar o conteúdo premium destas partidas de futebol através de descarga direta, streaming e distribuição P2P e também acessa-los através de diversos websites alojados em servidores na França, Espanha, Estados Unidos e Canadá.

O “espalhamento demográfico” dos sites que distribuiam este conteúdo premium pirateado da Espanha era uma tentativa da quadrilha em dificultar a localização dos pontos que realmente colocavam o conteúdo pirateado na web.

A La Liga havia apresentado à justiça espanhola em 2016 uma queixa contra diversos sites que estavam facilitando indiscriminadamente, em troca de compensação econômica, o acesso publico a partidas de futebol às quais a La Liga detém os direitos exclusicos de transmissão e de exploração.

Desde 2016 agentes de investigação tem feito registros que culminaram na última semana na prisão de sete pessoas por organização criminosa, além disto foram fechados sete sites (domínios na web) por “transgressão de direitos autorais” e confiscadas três contas bancárias.

Neste caso esta organização criminosa formada para a pirataria do conteúdo que de direito pertence à La Liga está sendo acusada de ter obtido ganhos econômicos da ordem de 1,4 milhões de Euros, algo em torno de 5,3 milhões de reais, através de inserção de anúncios em portais com conteúdo pirateado e cobrança por assinatura mensal do conteúdo premium de futebol que estava sendo pirateado.

Também neste caso a polícia informa que há mandado de prisão para mais pessoas bem como há mais sites e servidores sendo investigados o que deverá resultar em mais prisões e fechamento de servidores de conteúdo da tv pirata em breve na Europa.

Sempre vale lembrar que a estratégia de espalhar servidores de conteúdos entre diversos países e até mesmo entre continentes diferentes é usada entre organizações de pirataria da tv da América do Sul e da Europa, como no caso do fechamento que ocorreu no passado entre servidores de cardsharing que estavam instalados aqui na cidade onde eu moro, Goiânia e em cidades de Portugal, um servidor espelhando o outro.