2 MEGAS DE INTERNET É SUFICIENTE PARA VER IPTV DE SERVIDOR?

2841

Esta matéria é para ajudar a sanar uma dúvida comum a dezenas de leitores que volta e meia enviam este tipo de pergunta no e-mail do GPS.Pezquiza.com e de maneira alguma é um incentivo para que usem servidores de iptv piratas.

Este tipo de pergunta tem se tornado comum ultimamente e às vezes ela vem com um complemente justificando que a pessoa quer comprar um TV Box mais barato, instalar um media player como o Perfect Player e então usar uma lista IPTV pirata para assistir aos seus canais de tv preferidos e assim economizar com a assinatura da tv.

Falando do ponto de vista da qualidade, a pergunta que sempre me fazem na tentativa de validar a ideia é se tanto X de velocidade de internet vai funcionar e geralmente este tanto X é uma velocidade pequena, como 2 megas por exemplo.

A resposta é simples, não vai funcionar, e vou justificar o motivo dando exemplo de serviços que não são piratas como o Youtube e a Netflix, que usam estratégias iguais para disponibilizar conteúdo por streaming para os seus assinantes.

Quando uma pessoa entra no Youtube e escolhe um vídeo para assistir, a plataforma do Youtube identifica a velocidade de conexão de internet desta pessoa e então “adapta” o vídeo que esta pessoa escolheu à velocidade de conexão de internet desta pessoa. Mas como esta adaptação do vídeo para a velocidade da internet é possível?

É muito simples, quando algum produtor de conteúdo envia o seu vídeo para o Youtube a plataforma pega aquele vídeo e faz diferentes cópias dele em qualidades de imagem diferentes, quanto menor a qualidade de imagem menor será o tamanho do arquivo que guarda aquele vídeo, quando menor o arquivo que guarda aquele vídeo menor é a necessidade de velocidade da internet que solicita aquele vídeo para o conseguir assistir sem engasgos na imagem.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CANAL

A mesma coisa acontece com os vídeos ao vivo no Youtube, quando uma pessoa está transmitindo ao vivo na plataforma o Youtube pega aquela transmissão e a transforma em diversas outras transmissões com qualidade de imagem diferente, desta maneira quando alguém solicita assistir aquele vídeo ao vivo o Youtube detecta a velocidade da internet do solicitante e direciona para ele o vídeo com a qualidade que a internet dele suporta receber sem provocar engasgos na imagem.

Aliada à estratégia de criar várias cópias de um mesmo vídeo e transmissão ao vivo esses grandes serviços como Youtube e Netflix ainda contam com outros importantes elementos tecnológicos para suportar uma grande quantidade de usuários conectados ao mesmo conteúdo ao mesmo tempo, que é o uso de codecs (compressão) de altíssimo desempenho que estão em contante aprimoramente, uso distribuído de servidores de conteúdo e CDNs mais próximos o possível do solicitante do conteúdo, tudo para garantir a melhor experiência possível ao assistir por streaming. É de se entender que este tipo de estratégia e tecnologia demandam um investimento muito grande.

Vamos passar então para estratégias mais simples de distribuição de conteúdo ao vivo, como a usada por diversos canais de televisão por exemplo, até mesmo a Globo usa esta estratégia mais simples em suas plataformas de streaming, eles não criam cópias de seu conteúdo e transmissões ao vivo em qualidade de imagem menor, estão sempre transmitindo em uma qualidade de imagem maior e tentam compensar a necessidade de uma maior velocidade de internet por parte do cliente com o simples uso de compressão de imagem. A ideia aqui é que o espectador da emissora sempre a assista com um padrão de qualidade de imagem alto, no entanto por conta desta estratégia muita gente que quer assistir o contéudo via streaming não consegue assistir pois sua velocidade de conexão não é suficiente.

Por fim vamos passar ao caso da maioria dos servidores IPTV piratas, esses também não oferecem os seus conteúdos em diferentes qualidades de imagem, a maioria deles usa apenas uma ou duas resoluções de imagem ao oferecer conteúdo aos seus assinantes, SD ou HD, e na maioria dos casos, principalmente quando são oferecidas as listas gratuitas IPTV, o codec que usam nos conteúdos oferecidos não é dos melhores. Isto obriga os usuários a terem uma conexão de internet de melhor qualidade e velocidade, não basta o usuário do servidor ter uma internet declaradamente de velocidade X se na realidade aquela velocidade não se confirma.

O ideal para quem quer assistir conteúdo via streaming é ter uma internet com velocidade real acima de 5 megas e estável, ou seja, essa velocidade vai se manter nestes 5 megas constantemente, o que no Brasil, em grande parte das regiões que contam com conexão de internet, ainda não é uam realidade esta estabilidade, o que é normal acontecer é que a internet oscila muito durante o uso, dificultando ainda mais assistir conteúdo streaming de plataformas iptv com menor tecnologia.

Em contrapartida há algumas marcas de IPTV pirata que cobram muito caro de seus clientes pelo produto que vendem e acabam por conseguir oferecer um melhor serviço em IPTV, mas de qualquer maneira 2 megas de velocidade continuam a não ser suficientes para usar os produtos destas marcas de uma maneira estável e satisfatória.