Sky não será mais vendida e a culpa é do dólar

136

Ameaçou, ameaçou mas não concretizou, o presidente da AT&T, Randall Stphenson deu uma declaração nesta semana jogando água na fogueira da venda da operadora de tv por assinatura Sky Brasil.

Segundo Stphenson, apesar de ele não gostar do modelo de negócios da Sky, que contempla apenas a TV por Assinatura, a operadora brasileira é lucrativa e tem condições de se manter e até crescer financeiramente sem necessidade de investimentos da AT&T.

Além disto, o presidente da AT&T, empresa que comprou a Directv americana e por tabela a Sky Brasil, disse que o desvalorização do Real frente ao Dólar tornou o momento para a venda da Sky Brasil totalmente desfavorável.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

A AT&T até aceita ouvir propostas de empresas interessadas em comprar a Sky, mas não acredita que ninguém fará uma proposta aceitável por conta do momento desfavorável da moeda.

Em contrapartida ele não descarta que a Sky firme parcerias com outras empresas do mercado de telecomunicações para oferecer demais produtos do mercado de telecomunicações, além da tv por assinatura.

No meu ponto de vista a mensagem da AT&T foi bastante claro no sentido de que não haverá novidades para os clientes da Sky Brasil no ano de 2016, já que os consumidores continuam a aceitar os produtos ofertados pela operadora e a Sky Brasil não é prioridade para a AT&T.

É mais ou menos assim, deixa como estar para ver se aparece alguma negociação que nos interessa.