Netflix em realidade virtual… Veja aqui como é

426

Por ocasião do evento Hack Day, em que a Netflix dá liberdade aos seus colaboradores para criarem ações e aplicações que eles julguem poder serem úteis aos assinantes da Netflix, em que estes colaboradores sonham alto nesta tarefa, nasceu o projeto Netflix Zone, que leva o conteúdo da Netflix para ser assistido em um óculos de realidade virtual.

A experiência Netflix Zone mostra o conteúdo disponível na Netflix em uma espécie de locadora virtual, os títulos estão colocados em uma prateleira como se fossem capas de dvd, igual nas locadoras de vídeo de verdade, e o assinante pode ir “pegando” o título que deseja assistir, após escolher o título ele começa a ser reproduzido em uma espécie de telão virtual.

A Netflix ainda não decidiu se vai disponibilizar a Netflix Zone para os seus assinantes ou se esta experiência ficará restrita ao Hack Day.

Vamos falar então da experiência de se assistir conteúdos em vídeo neste tipo de telão virtual que foi proposto pela Netflix no Hack Day.

Eu já experimentei este tipo de experiência com óculos de realidade virtual simulando um telão de até 120 polegadas e confesso que não fiquei totalmente convencido que é melhor do que assistir ao vídeo na tela do celular, sem o óculos de realidade virtual.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

Não por que não se tenha a sensação do tamanho grande de tela (confesso que parei de escrever um pouco a matéria para testar de novo a experiência de telão virtual usando o meu novo smartphone, Galaxy S6 com um óculos Google Cardboard), a sensação é de que se está mesmo olhando para uma grande tela, no entanto, ela não é tão boa quanto assistir em uma televisão ou cinema, e considero que também não é tão boa quanto assistir normalmente na tela do celular.

Isto por que para simular o telão virtual o aplicativo não usa toda a tela do smartphone, coisa que só acontece em vídeos com imersão de 180° ou 360°, coisa que a Netflix ainda não está oferecendo ao seus assinantes.

O aplicativo usa apenas uma parcela da tela do smartphone, a outra parcela fica preta para simular a sala de tv ou sala de cinema.

Com isto a resolução do vídeo fica muito pequena pois se limita a uma pequena parcela da tela do smartphone, ou seja, um pequeno quadro no smartphone reflete-se em menos pixels da tela que podem ser usadas para o vídeo e menos pixel significa menor resolução na reprodução do vídeo.

Eu tenho um smartphone com uma tela com altíssima resolução, o Galaxy S6 tem resolução de 2560×1440 pixels, conhecida como QuadHd, que é bem maior que a resolução Full HD e mesmo assim, usando a função de telão virtual com óculos de realidade virtual, é fácil perceber os pixels na tela, o que incomoda um pouco quando se está assistindo vídeos nesta função.

De qualquer maneira é uma alternativa interessante quando você não tem acesso a uma tv ou cinema e tem à sua disposição um óculos de realidade virtual.

Lembrando novamente que a Netflix não disponibilizou a Netflix Zone ainda, mas pode acontecer, enquanto isto você pode conferir como é esta nova função da Netflix assistindo ao vídeo abaixo.