Esquema da tv por assinatura sem mensalidade usando o receptor original da operadora… Veja como funciona e previna-se!

25941

Esta matéria foi escrita em 2013, de lá para cá eu imaginava que esta prática havia diminuído já que este tipo de movimentação acaba por gerar comentários e mensagens aqui para o GPS.Pezquiza.com com perguntas sobre esse tipo de “tv de graça”. Acontece que agora as mensagens que remetem a esta prática são um pouco diferentes, elas relatam pessoas que estão com o nome em várias operadoras de tv e telefonia, sem nunca ter, elas próprias, adquirido produtos destas operadoras. São poucas as operadoras que levam o nome destas pessoas aos seviços de proteção ao crédito, muito provavelmente pelo motivo de estarem uma em contato com as outras e por isso saberem quais são os clientes de cada operadora com esta negativação de cadastro, cruzando os dados de umas com as outras elas tem um padrão para detectar as compras feitas por fraudadores em nome de algum cidadão que está sendo lesado. O problema é que mesmo sabendo sobre as fraudes e sobre pessoas sendo lesadas, as operadoras se negam a vender produtos para estas pessoas que foram as vítimas quando estas realmente tentam adquirir um produto ou serviço nestas operadoras.

Para aqueles que não sabem de onde vem esta negativação de seus nomes dentro de operadoras de telecomunicações, aconselho que leiam agora o texto da matéria publicada em 2013 e repassem para os amigos que por ventura estejam com o mesmo tipo de negativação.

Infelizmente este esquema fez mais vítimas nesta semana.

Aqui no GPS.Pezquiza.com sempre chega perguntas de pessoas nos perguntando se compensa comprar o receptor original da operadora que vem desbloqueado e que segundo o vendedor nunca vai ser bloqueado pela operadora, ao qual sempre aconselhamos os nossos leitores a cair fora deste tipo de coisa e com a notícia que vamos dar a seguir vocês vão conseguir entender o motivo e poder se prevenir contra este golpe.

Um paulista de 29 anos, que trabalhou em diversas empresas de tv a cabo e via satélite em São Paulo-SP, foi preso em Manaus no final do mês de fevereiro de 2013, após vender diversos receptores de tv via satélite que ele dizia serem desbloqueados e que nunca teriam o sinal cortado pelas operadoras.

Ele cobrava valores entre R$ 400 a R$ 1 mil para deixar os receptores funcionando na casa dos clientes.

    COLOQUE seu nome e e-mail abaixo para receber nossas notícias. +100 MIL PESSOAS já cadastradas!!!
    CHEQUE AGORA SUA CAIXA DE ENTRADA para ativar a inscrição no e-mail de confirmação que foi enviado para você

O esquema que ele usava era o seguinte, com diversos cadastros de clientes roubados das empresas de tv por assinatura as quais ele trabalhou, ele pedia as assinaturas de tv via satélite que eram instaladas nas casas de terceiros aos quais ele pagava R$ 100,00 para que estas pessoas deixassem que os receptores e antenas fossem instalados.

Após a instalação ele mesmo retirava as antenas e receptores de tv por assinatura e instalava na casa das pessoas que compravam estes equipamentos.

Os compradores adquiriam os receptores e antenas do esquema sem saber como o rapaz conseguia estes equipamentos e sob a promessa de que os equipamentos iriam funcionar eternamente sem as operadoras poderem bloquear os canais nestes receptores.

O que ocorria na realidade era que com um mês de uso ou menos as operadoras de tv por assinatura bloqueavam o sinal dos receptores por falta de pagamento da assinatura.

As pessoas que compravam os receptores então descobriam que tinham sido lesadas e que se procurassem a polícia poderiam ser enquadradas no crime de receptação de equipamento roubado e outros estarem lesando a operadora e a pessoa que teve o nome utilizado para adquirir aquela assinatura de tv paga.

As pessoas que eram as verdadeiras donas dos CPFs acabaram tendo seu nome negativado em até R$ 4 mil pelas operadoras de tv por assinatura.

O rapaz estava morando no conjunto Canaranas, Zona Norte de Manaus, onde foram encontrados diversos receptores e também formulários com os dados roubados dos clientes reais das operadoras de São Paulo.

Ele está preso na Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa por crime de estelionato.