O SEGREDO QUE A MÍDIA QUER ESCONDER DE VOCÊ: A culpa é da Globo e não da Netflix

2212

Essa semana os “jornalistas” se superaram ao escrever sobre a queda acentuada do número de assinantes que as operadoras de tv paga vem enfrentando no Brasil e a consequente migração de programadoras de conteúdo, como a HBO, para plataformas online próprias onde elas aceitarão que qualquer pessoa que não seja assinante de operadora de tv por assinatura se associe para assistir ao conteúdo dos canais desta programadora.

Desconfio que ou elas estão dando este tipo de pauta como castigo para que qualquer pessoa dentro das redações destes jornais online escrevam sobre o assunto ou então estão entregando na mão dos estagiários a tarefa de falar sobre o assunto. Por que é um tal de copiar informação do passado sem se preocupar em saber o real motivo desta perda de assinantes da tv por assinatura e reação das programadoras de conteúdo de vender seu próprio conteúdo sem a necessidade de intermediários.

Todas as publicações que eu li, absolutamente todas, estão dando a resposta burra para a situação: a culpa é da Netflix… A Netflix está matando o mercado de tv por assinatura… A Netflix… A Netflix… A Netflix…

Eu gostaria sinceramente de saber se não há um jornalista desta área que tenha a coragem de dizer a verdade sobre a baixa acentuada a qual está enfrentando o mercado das operadoras de tv por assinatura: a culpa é da Globo, sim, da Globo, que percebeu que o saco de farinha que enchia a barriga das operadoras de tv por assinatura estava rasgado, enfiou o dedo no rasgo e acabou de abrir o buraco e agora a farinha está esparramando no meio da estrada e é questão de tempo até sobrar somente o restoio no fundo da embalagem.

É isto mesmo, a Netflix, apesar de ter conseguido conquistar milhões de assinantes no Brasil, não conseguiu fazer uma grande parcela desses assinantes cancelar as suas tvs por assinatura. Essa afirmação é tão verdadeira que a choradeira que as operadoras de tv por assinatura estavam fazendo no Brasil contra a Netflix já foi amainada há tempos, sendo que já houve até flerte de operadora com a Netflix na tentativa de levar o aplicativo como um adicional para os seus assinantes.

O motivo de a Netflix não conseguir roubar um número significativo de clientes das operadoras de tv por assinatura no curto prazo é muito simples, a Netflix não tem programação ao vivo, não tem esportes e nem uma boa variedade de títulos recentes do cinema.

Sendo assim a Netflix é vista como um adicional para quem já é assinante da tv por assinatura, e não como um substituto, é muito difícil convencer um assinante de tv por assinatura a trocar esta pela Netflix, digo isto por que eu já fiz algumas matérias aqui no GPS.Pezquiza.com neste sentido e as respostas que obtive não foram nada animadoras para a Netflix neste sentido.

A pedra no caminho das operadoras de tv por assinatura é bem outra e é bastante simples de se entender.

A maioria dos canais fechados ofertados pelas operadoras de tv por assinatura são vistos pelo assinante como canais de replay, ou seja, elas colocam poucos programas inéditos durante o mês e recheiam grande parte do seu tempo de transmissão com programas reprisados, um hábito que tem irritado bastante o assinante, tanto que há duas frases muito comuns entre os assinantes da tv paga e mesmo entre os que assistem a programação da tv paga de forma pirata: a assinatura é muito cara e os programas na maioria dos canais são muito repetidos.

E quais são os canais que mais reprisam os seus programas? Os canais com conteúdo internacional.

A Globo já sacou esta insatisfação dos espectadores da tv paga há muito tempo e vem trabalhando sem grandes alardes mas com grande eficiência de estratégia e principalmente, de marketing do seu conteúdo.

O que ela tem feito é produzir cada vez mais conteúdo inédito e conteúdo ao vivo para ser opção para aquele assinante tradicional da tv paga, ou seja, para o assinante que tem o poder de decidir se na casa dele se contrata ou não um pacote com uma operadora de tv paga e qual será esse pacote.

– Contratar tv por assinatura para assistir Globo é uma insanidade – É isto o que muitos pensam mas também é isto o que cerca de 40% dos assinantes da tv por assinatura fazem. E olha que estou falando só da emissora de tv aberta Globo, mas a Globo na TV por assinatura não é só o canal Globo, mas sim um conglomerado de canais de grande peso que em conjunto atendem pelo nome de Globosat.

Ao juntar a audiência dos canais Globosat mais do canal aberto Globo logo se percebe o quanto as operadoras de tv por assinatura se deixaram ficar na mão do Grupo Globo.

E a Globo tem de tudo o que o espectador clássico de televisão paga, aquele que está disposto a colocar a mão no bolso e pagar por uma assinatura mensal de operadora quer. Tem conteúdo nacional de alta qualidade, popularesco, tem programação ao vivo, jornalistico, programação jovem, infantil, tem a programação esportiva que os espectadores mais querem assistir, incluíndo ainda os canais premium, toda uma boa programação trabalhada por um esquema de marketing muito bem amarrado para fazer o espectador acreditar que ele precisa assistir àquela programação senão ele não sobrevive.

Basta você colocar o nome de uns poucos canais Globosat na mesa que você entende como esse peso é grande:

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

– Telecine
– Premiere
– Sportv
– Universal
– Playboy…

Só para citar alguns, tem canal aí que você nem sabia era Globosat não é mesmo? Mas é.

TEM MUITO MAIS CONTEÚDO BACANA NO NOSSO CANAL GPSPezquizaOficial ESPERANDO POR VOCÊ, CLICA AQUI, CONHEÇA E SE INSCREVA.

A Globo que não é boba nem nada já conseguiu amealhar uma multidão de pagantes para a sua plataforma GloboPlay, com a sua programação da tv aberta e também com conteúdo que nem passa na TV aberta, já são milhões de assinantes pagando R$ 15,90 por mês numa programação que poderia ver de graça na tv terrestre??? Sim e não, na verdade o Globo Play é uma estratégia que vai muito além e está convencendo cada vez mais o espectador da Globo com conteúdo inédito e adiantado da tv aberta, o espectador Globo já está convencido que há valor em pagar para ver antes o que vai ser mostrado na programação linear da Globo TV.

A emissora não diz quantos são os assinantes pagantes do Globo Play, mas são muitos milhões, é possível que já sejam mais de 10 milhões.

Sim, já há uma parcela desses assinantes Globo Play que entenderam que podem trocar a assinatura pelo Globo Play, lembra, cerca de 40% dos assinantes da tv paga assistem praticamente só Globo o dia todo? Se eles já fazem isto para assistir a programação na emissora sendo obrigados a ver os programas na hora que a Globo quer, imagina se eles puderem escolher assistir no vídeo on demand do Globo Play na hora em que eles bem entenderem, melhor ainda, podendo até mesmo assistir antes de passar na emissora, antes mesmo de passar na Globo na TV por assinatura? Pior ainda, a tv por assinatura não dá acesso ao conteúdo inédito da Globo que está no Globo Play.

Entendeu por que não é a Netflix e sim o Globo Play que tem acelerado o cancelamento de assinaturas na TV Paga?

E a Globo resolveu levar a lógica do Globo Play para a Globosat e já anunciou que vai lançar a sua plataforma Globosat independente da tv por assinatura em breve, muito breve. Ou seja, quem quiser assistir ao conteúdo dos canais Globosat vai assinar direto com a Globosat sem precisar passar por nenhuma operadora de tv.

Imagina o que esse Globosat turbinado vai oferecer para convencer ainda mais os assinantes a cancelarem com as operadoras e ficarem só com Globo Play e Globosat Play. Nesse pacote aí vai ter esportes premium, filmes e séries premium, programação infantil, ao vivo, o conteúdo nacional que o espectador ealmente quer assistir…

É muito além do que a Netflix consegue oferecer no Brasil, dá até dó da Netflix.

Aliás, se juntar num pacote só Globo Play, Globosat Play e Netflix vai ser um pacotaço de programação online que pouco vai fazer falta a programação de outros canais da tv paga.

Pra piorar ainda tem a meninada que só assiste Youtube o dia todo e tá pouco se importando se existe tv por assinatura em casa.

O resultado é que os assinantes das operadoras de tv vão diminuir em um ritmo acelerado daqui pra frente.

E de olho nesta perda de assinantes e consequente perda da própria receita é que outras programadoras de conteúdo já estão anunciando que também terão plataformas próprias de conteúdo independentes das operadoras de tv por assinatura.

HBO já começa a oferecer isto para os brasileiros neste final de ano e a mídia está tentando te convencer que a culpa por este movimento sem volta é da Netflix.

Quem ganha com isto é o consumidor que com certeza terá mais programação inédita destas programadoras de conteúdo que terão que mostrar serviço para convencer o assinante que vale a pena pagar por sua oferta de conteúdo.

E como você é seguidor aqui do GPS.Pezquiza.com não vai deixar que te enganem não é mesmo?

A culpa é da Globo que tá quebrando a perna das operadoras de tv por assinatura sem dó nem piedade.