SATÉLITES DE GPS estariam sendo HACKEADOS PELA CORÉIA DO NORTE – EUA NEGA

1540

Os norte coreanos estão sendo acusados pelos sul coreanos de estarem interferindo nas transmissões de coordenadas de navegação global enviadas pelos satélites americanos do sistema GPS (Global Positioning System).

O sistema de GPS começou a funcionar em 1978 quando os Estados Unidos enviaram uma frota de satélites para a órbita terrestre, atualmente há 31 satélites em órbita para o sistema de navegação norte americano que pela idade em que foi inventado, contém um sério problema de segurança o que permite que hackers experientes consigam interferir no sistema.

Atualmente o sistema GPS norte americano já tem similares produzidos por outros países, são eles os sitemas Glonass da Rússia que conta com 24 satélites, Galileo da União Europeia com 15 satélites e China BeiDou da China com 21 satélites, que segundo informações da comunidade especializada no assunto, também herdaram a mesma vulnerabilidade do GPS norte americano.

Os norte coreanos estão sendo acusados de usarem um método denominado de spoofing para causar desorientação em embarcações navegando nas proximidades do continente coreano e russo.

O método de spoofing simula o sinal do sistema de GPS em determinadas regiões geográficas fazendo com que os aparelhos que estão navegando com o uso do GPS sejam levados a um local diferente daquele ao qual realmente imaginavam que estavam indo.

Segundo os sul coreanos embarcações pesqueiras do seu país já foram vítimas do spoofing de GPS norte coreano no ano passado.

    Deixe agora seu nome e e-mail para receber de graça nossas notícias. 94 MIL PESSOAS já recebem. APROVEITE!!!
    Você deixou seu nome e e-mail? Chegou um e-mail lá na sua Caixa de Entrada pedindo para você confirmar, FAÇA ISTO AGORA ok?

Cerca de 20 embarcações que navegavam pelo Mar Negro também teriam sido vítimas destas ataques hackers da Coréia do Norte e ficaram desorientadas.

Mas o caso mais gritante teria sido a colisão de duas embarcações de guerra – destroyers – norte americanas que estavam na região de conflito posicionando-se contra a Coréia do Norte e precisaram ser removidas do local desfalcando a frota americana, segundo informações não oficiais o problema ocorreu após as embarcações receberem informações erradas do sistema de GPS.

Os Estados Unidos negam que o problema tenha ocorrido por interferência dos norte coreanos, no entanto as interferências colocam mais tensão entre as forças aliadas na área de conflito.

É que praticamente todos os equipamentos usados para ataques e movimentação em guerra usam o sistema GPS para se orientarem e por enquanto não existe um outro sistema confiável para a navegação e nem pessoal treinado para orientação e movimentação do aparato de guerra sem o uso do GPS.

Conclui-se então que pode acontecer um festival de ataques mal sucedidos com mísseis caindo em posições totalmente diferentes daquelas para as quais eles foram enviados, bem como aviões bombardeiros despejando suas cargas em locais que não deveriam receber os bombardeios.

Outra grave implicação das interferências provocadas pelos norte coreanos nos sistemas de GPS pode atingir o comércio mundo já que 90% da carga transportada em todo o mundo é feita através de navios.

Esses norte coreanos estão se mostrando muito mais preparados do que se esperava.